Prefeito Artur Brito participou da programação que busca habilitar o municípios a dois selos do Unicef

   

As áreas da educação e de meio ambiente, nas prefeituras de todo o Brasil, almejam ser habilitadas com o Selo Unicef. Para isso, precisam manter o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA) e conselhos tutelar em funcionamento, realizar os dois Fóruns Comunitários, criar ou fortalecer os núcleos de Cidadania de Adolescentes.

As boas práticas educacionais são importantes para garantir, para esse credenciamento, o Selo Verde. Com o objetivo de estar credenciada para esse Selo do Unicef, a Prefeitura de Tucuruí não tem medido esforços. Na manhã desta sexta-feira, 18, por exemplo, envolveu cerca de 200 pessoas, entre as quais 100 alunos da rede pública de ensino fundamental do município em ampla programação do projeto “Educação Ambiental na Prática”. O evento aconteceu na Reserva Legal Park dos Buritis II e foi promovido pelas secretarias de Educação e de Meio Ambiente

“A proteção ambiental está na pauta de discussões mundiais. Com este evento, além de cumprirmos metas de educação ambiental para conquistarmos o Selo Unicef, estamos juntos fazendo a nossa parte, aqui em Tucuruí, para protegermos a Amazônia e recuperarmos o meio ambiente”. Afirmou o Prefeito Artur Britto, que participou do evento, que contou com palestras, trilha ecológica e reflorestamento da mata.

“Quero agradecer e parabenizar os professores e estudantes aqui presentes, pois vocês são importantes nesse processo como agentes multiplicadores do aprendizado. Ressalto a importância dessa programação, pois precisamos garantir o futuro através do desenvolvimento, mas com ações que visam a sustentabilidade”. Explicou o prefeito.

Roberval Marco, secretário de Educação de Tucuruí afirmou que é “o evento foi um momento único. Sabemos que dentro das escolas, a partir do ano que vem, será obrigatório o ensino da educação ambiental. Estamos realizando essa atividade hoje, que vai além da sala de aula, em um ambiente preservado, onde podemos ver tudo aquilo que é passado a vocês em sala de aula”, explicou ao se referir à escolha do Park dos Burutis.

Gleiciane Félix, secretária de Meio Ambiente, justificou a ação dada a importância o desafio de preservar o ecossistema do município. “Em Tucuruí nós temos uma situação bem peculiar, onde 55% do município é Unidade de Conservação, 17% é terra indígena e as outras são áreas urbanas. Porém, a gente percebe que grande parte da população se acomoda ou migra para as unidades de conservação e em alguns casos dentro das Áreas de Preservação Permanente (APPS), causando o descontrole dentro do meio ambiente”.

As atividades realizadas pelo projeto acontecem em vários pontos de Tucuruí, inclusive nas zonas rurais, onde será realizada uma programação especial no período do defeso dos peixes. “Estaremos no Lago, no período do defeso, para fazer esse trabalho de educação ambiental, pois precisamos respeitar o período de procriação dos animais, a gente tem feito esse trabalho no geral e obtido grandes resultados”. Informou Gleiciane.

Antônio Mesquita da Silva, coordenador educacional na Secretaria de Educação e Cultura reforça que os 100 alunos selecionados nos diferentes bairros de Tucuruí passam a ser multiplicadores, pois o projeto surgiu da necessidade de conscientizar as pessoas para a ocupação desordenada de espaços que não podem ser ocupados, a exemplo do Parque dos Buritis II, que vem sofrendo agressão ambiental por conta dessa invasão indevida de moradores, “Esse projeto tem o objetivo de conscientizar a comunidade do entorno para a preservação dessa Área de Proteção Ambiental (APA), criada pela Lei Nº 9.605, 9.605, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.

MULTIPLICADORES AMBIENTAIS – Luís Henrique Pontes Dias, 13 anos, morador do bairro Cohab, é aluno do 8° ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria Sylvia e se sentiu grato pela oportunidade. “Eu vejo o interesse das pessoas em conhecer e preservar o meio ambiente. Me sinto alegre nesse espaço, por ser um  ambiente bom e verde”. Justiticou.

Para Tainá da Silva, 14 anos, moradora do bairro Nova Conquista e aluna do 8° ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Ducimar Brito a oportunidade foi única “ Me sinto feliz por essa oportunidade, porque não são todas as escolas que puderam vir para a programação. É um momento de aprender a valorizar a cidade, as ruas e preservar a natureza”.

CONSCIÊNCIA: A programação contou com a presença de acadêmicos do 2° semestre do Curso de Ciências Biológicas da Universidade do Estado do Pará (UEPA), campus de Tucuruí, que ministraram uma palestra para os participantes da programação. “Para nós, acadêmicos, participar do projeto é uma honra, porque isso trará benefícios para a comunidade em geral”. Disse a palestrante Milena Lopes, 21 anos.

O evento também contou com a participação da representante do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICNbio), Mariana Bogéa, entre outros parceiros da Prefeitura de Tucuruí nas ações do projeto “Educação Ambiental na Prática.

 

 

Sandoval Júnior (jornalista)