A professora de Tucuruí Mariana Silva Barros, da EMEF Mariana Leão Dias é uma das ganhadoras do Prêmio Professores do Brasil, na categoria Esporte como Estratégia de Aprendizagem. O prêmio é organizado pelo MEC e tem o apoio do Instituto Península.

Participaram do projeto 300 Professores de Educação Física, na qual foi selecionado projetos de cinco professores no Brasil.

O Pará foi representado por Tucuruí e a professora Mariana adotou o Atletismo para garantir a prática de atividade física a todos, incluindo os estudantes com deficiência física e intelectual.

Utilizando materiais confeccionados com recursos alternativos e recicláveis ela promove atividades de salto, corrida, arremesso e lançamento que desenvolvem a capacidade motora, a autoestima, a integração e a motivação de seus alunos para o aprendizado.

Essas ações compõem o Projeto: Democratizar o ensino do atletismo na escola: procedimentos alternativos para sua aplicabilidade. “A Rede Municipal de Ensino de Tucuruí cumprimenta e parabeniza a professora Mariana Silva Barros, pela premiação Nacional do Projeto”, declara a Secretária de Educação e Cultura, Wanessa Zavarese Sechim.

Criado em 2005, o prêmio é voltado a professores de escolas públicas que contribuem para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos nas salas de aula. Nesta edição, segundo o MEC, 4.040 professores de todo o país se inscreveram.

Ao todo, 158 professores foram vencedores e 294 foram escolhidos como destaques na etapa estadual. No dia 11 de outubro, o MEC vai anunciar os 30 selecionados para a etapa nacional e os selecionados para a premiação especial. Os vencedores nacionais serão conhecidos em 29 de novembro, no Rio de Janeiro.

Além das etapas estadual, regional e nacional, os professores podem concorrer em uma das cinco temáticas especiais: “O esporte como estratégia de aprendizagem”, “Uso de tecnologias de informação e comunicação no processo de inovação educacional”, “Boas práticas no uso de linguagens de mídia para as diferentes áreas do conhecimento no ensino fundamental e médio”, “Práticas inovadoras de educação científica” e “Educação empreendedora”.